Gruyère Suiço : o verdadeiro sabor dos Alpes!

Por Carla Reis

Produzido nas montanhas dos Alpes suíços o verdadeiro queijo Gruyère tem ou não tem buracos, o que nós queijeiros chamamos poeticamente de “olhaduras”?

Eis a tão polêmica questão…

Conforme definição, o queijo para ser chamado Gruyère , o autêntico Suíço , não pode ter nenhum orifício , nenhuma olhadura.  Produzido com leite cru da região dos Alpes  principalmente durante o verão, é um queijo de massa semidura e que depois de pronto deve permanecer nas caves de maturação por no mínimo 5 meses para desenvolver o sabor . Sua textura é lisa, tem a crosta ( casca) espessa e bem definida – como a da foto.

DSCN0502 (2)

Ou seja, o autêntico gruyère suíço não tem olhaduras. Queijos com orifícios mesmo pequenos são desqualificados e não podem ser denominados Gruyère.

Mas o que acontece então com os outros queijos com olhaduras também chamados de gruyère, como os produzidos na França?

DSCN0552A confusão se dá, porque os franceses produzem os queijos Comté e o Emental francês, entre outras variedades, com um método parecido  com o do suíço , mas que pela sua composição , origem do leite e tecnologia de fabricação, produzem várias olhaduras de tamanhos variados na massa do produto – foto. Estes queijos também são conhecidos pelo nome genérico de gruyère. Continuar lendo

Anúncios

Queijo Manchego, o melhor do mundo em 2012

Manchego

Por Renata Curzi

Adoro queijos de sabor complexo, degustá-los é como ter uma orquestra sinfônica dentro da boca. Para mim, o queijo Manchego entra nessa categoria. O seu sabor inicial é adocicado e fresco e evolui para um picante persistente, enquanto derrete completamente na boca… Como se o sabor irresistível não bastasse, é feito com leite de ovelhas e por isso tem uma ótima digestibilidade. Você pode comer à vontade que não vai sentir-se indisposto depois, o que o torna ideal para ser servido em entradas.

Tantas qualidades foram reconhecidas no último World Cheese Award (concurso internacional de queijos no Reino Unido). Um Manchego artesanal foi eleito o melhor queijo do mundo. Concorreram mais de 2700 produtos de 30 países diferentes.

Versões industrializadas do queijo mais famoso da Espanha, produzidas com leite pasteurizado, são encontradas no Brasil, inclusive em um supermercado no bairro onde moro (que perigo!). O precinho não é muito atraente, R$35,00 a fatia de 250g (R$140,00 por Kg). Mas pelo menos não precisamos mais pegar um avião para comprá-lo: antes não achávamos o Manchego em BH, trazíamos de São Paulo. Continuar lendo

O Museu do Queijo de Amsterdã

Por Carla Reis

Que Amsterdã é um oásis para os amantes dos museus eu já sabia, só não sabia que encontraria por lá , meramente ao acaso , o especial Museu Do Queijo.
Passeando entre os inúmeros e maravilhosos canais em um dia lindo e muito frio, vi em uma casa barco a placa “Museu do Queijo à 150m”: Não resisti e fui lá conferir !

DSCN0149 (1024x747)

Na entrada fui recebida por uma simpática moça vestida com trajes típicos holandeses que foi me explicando todas “as preciosidades de queijos” que estavam na cave e eu sem cerimônia fui degustando um a um até escolher o melhor :um aged gouda ( gouda maturado de leite de ovelha ) maravilhoso !!

DSCN0176
Na parte subterrânea do museu ,ficam expostas as peças mais antigas utilizadas nas queijarias holandesas para a fabricação do gouda : na coleção encontram-se fôrmas de madeira , liras , latões de leite , prensas , balanças usadas no tradicional mercado Holandês, os famosos acessórios Boska desenvolvidos especialmente para o corte de queijos , enfim , várias peças que contam a história do desenvolvimento da indústria queijeira na Holanda.  Um mundo de informações para cheese lovers como eu !! Sem falar na linda vaquinha DSCN0193holandesa com a placa “say cheese” – Adorei! Continuar lendo

Bombom de queijo Brie

Por Renata Curzi

IMG_0428Depois que experimentei a dupla Brie + Chocolate, confesso que fiquei meio obcecada pelo assunto. Como prometi no último post, quando testasse outras receitas usando a mistura, contaria aqui o resultado. Escolhi uma bem inusitada  – bombom de brie.

Vi os bombons neste site aqui. Eu tinha certeza de que o sabor seria ótimo, porque a receita nada mais é do que a mistura de 2 ingredientes que nasceram um para o outro. Mas a forma de apresentação me conquistou: um bombom de queijo? Eu tinha que fazer aquela receita de qualquer jeito.

IMG_0432 2No entanto, minhas habilidades de chocolateira são beeem limitadas. Fiz o teste para ver se seria possível fazer em casa numa boa. Como vocês podem conferir na foto, eles ficaram meio feinhos, mas garanto que estavam uma delícia. Afinal, bombom rústico tem um quê de aconchego.

Só tenho uma observação quanto à receita: cuidado com a conservação! O queijo dessora de um dia para o outro se ficar fora da geladeira e se o chocolate for refrigerado por muito tempo fica “suado” e todo manchado quando volta para a temperatura ambiente. Por isso acho que os bombons têm que ser feitos no dia do consumo. Isso não é problema porque é muito rápido fazer os bombonzinhos.

Receita Continuar lendo