Queijo Prato, os segredos de um queridinho do Brasil

Por Carla Reis

Prato2Tem-se notícia nos livros antigos, que o primeiro queijo prato fabricado no Brasil, foi feito na ainda existente fazenda Campo Lindo ( foto ), na época pertencente ao município de Aiuruoca e Cruzília, no Sul de Minas Gerais, região citada pelo autor João Castanho Dias como a “Pequena Dinamarca Mineira”.

Fazenda Campo Lindo – Cruzília

Os dinamarqueses ao chegarem ao Brasil, reconheceram nestas terras um clima propício para criação do gado holandês e para produção de leite de qualidade. Para permitir a comercialização transformavam o leite em queijo, dando origem a este apreciado produto.

Cruzília – Sul de Minas – Fev2012

Inspirado no queijo Danbo dinamarquês e com uma “dose” da tecnologia do gouda holandês, o queijo recebeu dos criativos brasileiros o nome de Prato, por ser cilíndrico e caber direitinho no fundo dos “pratos de comer” usados na época.

Por ser um queijo de sabor suave, de textura macia e aroma agradável é muito adequado ao paladar brasileiro: está sempre presente na culinária, nos sanduíches (principalmente no famoso Bauru) e é muito consumido puro ou aquecido junto do pão francês!

Sua cor alaranjada é inconfundível, o que não quer dizer que o queijo tem alto teor de gordura!  A cor é proveniente da adição de urucum à massa, para deixá-la mais atrativa e despertar o paladar.

Mas como reconhecer entre tantas opções, um queijo prato de qualidade?

Um bom queijo prato deve ter uma casca lisa e fina, ter uma textura levemente elástica, que faz com o queijo possa ser fatiado facilmente formando fatias inteiras e uniformes.

Jamais solta umidade ou soro da massa, que deve estar sempre seca no corte e com cor alaranjada fosca. Geralmente não apresenta olhaduras (buracos) na massa, mas se houverem devem ser pequenas, em pouca quantidade, lisas, ovaladas e brilhantes.

Derrete-se facilmente quando aquecido liberando um aroma muito agradável.

Prato1

Quanto mais maturado mais acentuado fica seu sabor e mais pastosa a textura, mas ainda assim seu sabor é bem equilibrado e suave se comparado a outros queijos de longa maturação.

Mesmo bem maturado, um queijo prato de qualidade não deve apresentar sabor amargo e ranço perto do fim de sua validade.

Hoje o queijo prato é fabricado no Brasil em vários formatos e tamanhos, mas o mais comum é encontrá-lo em formato retangular, para facilitar o corte e o uso direto nos sanduíches.

Dicas da Queijeira:

  • Geralmente o queijo prato é vendido fatiado: dê preferência àqueles fatiados na hora da compra e fique atento a cor e a textura do produto.
  • Mantenha o produto conservado em recipientes fechados na geladeira para evitar ressecamento.
  • Um bom queijo prato e no ponto de consumo após fatiado , não gruda as fatias umas nas outras.
  • Cervejas harmonizam muito bem com o queijo prato nos aperitivos: Experimente fazê-lo empanado: é fabuloso.
Anúncios

2 respostas em “Queijo Prato, os segredos de um queridinho do Brasil

  1. Pingback: Como servir a Raclette | oquedoqueijo

  2. Pingback: Queijos, como conservar ? | oquedoqueijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s