Queijo e Cerveja

Por Carla Reis

Continuando nosso especial sobre a Oktoberfest, nosso tema hoje é sobre os novos companheiros inseparáveis: o queijo e a cerveja.

cheese beer

Os mais polêmicos andam afirmando que o par queijo + vinho é coisa do passado… Durante minha pesquisa descobri que o principal motivo da harmonização entre queijo e cerveja ter se tornado especial é que o sabor de um é uma continuação do outro, ou seja,  o sabor do queijo aparece quando o da cerveja termina e vice-versa , sem interferências.

Os especialistas dizem que a cerveja “limpa a boca para que se possa perceber melhor o sabor do queijo”. Instigante, não?

Descobri também, que o mundo das cervejas é tão ou mais complexo quanto o dos queijos e que existem mais interações nesta mistura de lúpulo, cevada, malte e água do que “sonhava minha vã filosofia” . Então para facilitar nossa vida, vamos resumir  o assunto em algumas regrinhas, que podem nos ajudar muito na hora de servir.

É muito simples. A harmonização consiste em combinar o queijo e a cerveja de acordo com a força do sabor de cada um : cervejas mais suaves combinam com queijos suaves, já as cervejas mais encorpadas com queijos de sabor mais intenso:

  • Cervejas maltadas combinam com queijos maturados e com notas amendoadas;
  • Cervejas delicadas e leves com queijos frescos e suaves;
  • Cervejas mais lupuladas, portanto mais amargas, com queijos mais salgados, acres, mais ácidos;
  • Cervejas fortes e com maior residual de açúcar com queijos azuis.

Veja aqui algumas das combinações mais recomendadas pelos especialistas deste site :

GRUPO

QUEIJOS

CERVEJAS

Queijos frescos e muito suaves Ricota, Cottage, Minas Frescal American wheat beer, Hefeweizen, American   Lagers, Amber Lagers e Munich Lagers
Queijos espalháveis e de mofo branco Mascarpone, Requeijão Camembert e Brie Hefeweizen, Premium Lagers, Belgian Tripel,   Pale Ales, Fruit Beers e   Lambic-Fruit
Queijos semi-cozidos e macios Gouda, American, Colby, Monterey jack Brown Ales, Amber Ales, Golden Ales,   Bitters e Belgian Pale Ales, assim como Vienna Lagers, Bocks suaves e Oktoberfestbier
Queijos semi-duros Cheddar tradicional, Suíço, Edam, Gruyere, Emental Strong Bitters, Pale Ales, IPAs, Bocks e Doppelbocks, Strong Ales e a   maioria das Belgian Ales, particularmente as mais frutadas e com trigo
Queijos duros Parmigiano, Parmesão, Grana Padano e Pecorino Strong Ales, Doppelbock, Stout e Porter
Queijos azuis Roquefort, Stilton e Gorgonzola Cervejas fortes e doces como Belgian Strong Ales, Strong Porters, Barley   Wines, Stouts e Imperial Stouts
Queijos de cabra Caprino romano e Feta IPAs, ESBs, Hefeweizen
Outros queijos Mozzarella e Provolone Cervejas de Trigo,sejam as   Witbier, Hefeweizen ou Doppelweizen

Bom,  agora nos resta fazer um teste prático: convide os amigos, monte sua tábua de queijos e sirva com a cerveja , como gostamos no Brasil – estupidamente gelada. Não tem erro , tem sabor de festa!

Anúncios

3 respostas em “Queijo e Cerveja

  1. Pingback: Os queijos da Oktoberfest | oquedoqueijo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s