Tomate recheado com Ratatouille de queijo Reino ao vinagre balsâmico

Por Carla Reis

Ratatouille4

Verão chegando e nada como uma receitinha leve e rápida para curtir as longas tardes de sol.

Este final de semana bateu a inspiração e resolvi testar uma receita que vinha adiando: tomate recheado com ratatouille de queijo.

O ratatouille é um prato francês originário da região de Provence no século XVII.

Ficou ainda mais conhecido depois do filme com aquele ratinho simpático chef de cuisine! É a base de vegetais frescos e pode ser servido quente ou frio como entrada ou aperitivo.

Simples e saboroso: duas qualidades que prezo quando se trata de cozinhar. Não gosto de fazer nada demorado…

Mas vamos à receita:

Fiz uma adaptação usando queijo tipo Reino ao invés do queijo Comté da receita original:

  • 2 abobrinhas frescas;
  • 4 tomates inteiros ( maduros , mas firmes);
  • 200g de queijo Reino maturado;
  • Azeitonas pretas sem caroço;
  • Azeite de oliva extra virgem;
  • Vinagre balsâmico;
  • Ervas frescas: alecrim e manjericão;
  • Sal e pimenta do reino moída.

Abra os tomates e retire as sementes com auxílio de uma colher.

Corte o queijo reino em cubos ( retire a casca púrpura).

Em um recipiente à parte, corte a abobrinha em cubos e pique as ervas em pedacinhos bem pequenos.

Em uma panela antiaderente refogue a abobrinha no azeite junto com as ervas , pimenta e sal. Quando a abobrinha estiver “al dente” misture as azeitonas. Coloque 4 colheres de vinagre balsâmico e deixe por 2 ou 3 minutos na chama baixa.

Retire a panela do fogo e adicione o queijo reino misturando lentamente. Quando o queijo começar a derreter, o ratatouille estará pronto para rechear os tomates.

Decore os tomates recheados com alegrim e azeitonas pretas. Sirva com pão francês e cerveja bem gelada!

Ratatouille

Aí é só relaxar e aguardar os elogios. Afinal, como dizia o ratinho do filme:“todos podem cozinhar”!

Ratatouille2“ Boa culinária não é para os fracos de coração.
É para as mentes criativas! Corações fortes!
As coisas podem até dar errado, mas não devemos deixar que ninguém defina nossos limites a partir de sua origem.
O único limite é a alma.”
(Ratatouille)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s