O queijo Brie da latinha

Por Carla Reis

brie

Oi pessoal  estive meio sumida estes dias,  ocupada com algumas tarefas, mas agora estou de volta aos posts!

O bacana do blog é que a minha inspiração vem da possibilidade de ajudar os amantes dos queijos a “se localizarem” neste universo de opções e desta vez não foi diferente.

Cheguei ao supermercado hoje para escolher meu queijo e encontrei uma consumidora com uma caixinha de brie e uma latinha de brie , uma em cada mão ,  se perguntando qual escolher e ainda mais qual seria o impacto da sua escolha na reunião com suas amigas? Ela era a “cara da dúvida”. Como sou meio intrometida, me propus a ajuda-la e garanto que ela saiu bem feliz com meu help.

Vou transcrever  nosso bate-bola de perguntas e respostas:

C – Qual a diferença do brie da “latinha” para o brie que vem nesta caixinha?

CR – A diferença é a forma de fabricação. O brie da latinha é feito por um processo moderno onde o leite é concentrado e o soro retirado antes da coagulação do leite. Esta modificação na tecnologia melhora o rendimento e facilita a padronização do queijo. O tipo de fermento usado também é diferente o que influencia na forma de maturação e no sabor do queijo.

C – Mas o resultado final  fica igual ao do brie tradicional :  sabor , textura ?

CR – Toda vez que se adapta uma tecnologia, o resultado final também é modificado. O que não quer dizer que o brie da latinha não seja bom : é apenas diferente.

No brie tradicional, a textura vai modificando da crosta para o centro à medida que o tempo passa e a maturação  vai acontecendo. Como já falamos aqui dependendo da idade do queijo, podemos perceber claramente o coração  do queijo ( aquela parte mais firme e branca que fica no meio da massa).

No brie da latinha este processo acontece de forma homogênea sem formar o coração, a crosta e o meio do queijo maturam proporcionalmente, ou seja a textura é igual na crosta e no meio do queijo independente da idade do produto.

bonjour2

C- Mas porque é embalado na lata?

CR – A lata permite que o queijo passe por um tratamento térmico ( o produto é aquecido dentro da lata )  após embalado que paralisa o seu processo de maturação .  Desta forma o queijo pode ser conservado por um tempo mais longo facilitando a comercialização.

O Brie “da latinha” pode chegar até 1 ano de validade , enquanto um brie fabricado no processo tradicional , tem validade máxima de 55 dias.

E qual dos dois é mais gostoso ?

Hum , difícil dizer. Os dois são bem diferentes.

O brie da latinha é estabilizado, ou seja, mantém um sabor mais suave, acidulado, um pouco adocicado por todo o tempo de maturação.  Dificilmente forma aquele sabor levemente amoniacal típico do brie maturado. É uma boa opção para aqueles que ainda tem receio deexperimentar queijos com sabor mais forte e pronunciado.

A textura por sua vez é mais elástica , bem macia , mas não é cremosa.  A crosta tem pouco mofo e a casca aveludada é bem fininha quase inexistente.

C- Vale a pena então levar ?

CR – Sempre acho que vale a pena. É uma oportunidade de apreciar outra forma de brie, de combinar a suavidade do queijo com acompanhamentos de sabor mais pronunciado equilibrando o prato.

Sem falar que fica bem leve se combinado com saladas ou quando servido acompanhando uma sobremesa.

C – Estou convencida , vou levar !

CR – Espero que goste da escolha. Tenho certeza que será um sucesso!

E assim terminei minha compra , escolhendo o brie da latinha para fazer este post e para colaborar com nossos seguidores que ainda não sabem “qual é”  a deste brie da lata!

Ela prometeu me escrever para contar o que as amigas acharam da escolha.

Já estou curiosa!

Anúncios

5 respostas em “O queijo Brie da latinha

  1. olá Carla,que bom voltou na escrever.já experimentei os dois tipos e acho q vai mesmo da harmonizacao com os outros acompanhamentos servidos .O da lata tem um sabor mais leve .

    • Olá Graziela,
      Muito interessante a sua pergunta. Merece um post para explicar com todos os detalhes.
      Posso adiantar que a forma do queijo interfere na maturação.
      O Brie é uma forma grande, o mofo demora uma pouco mais para “agir” em seu centro.
      Já o camembert é pequeno, atinge o ponto de maturação mais rapidamente.
      No Brasil a tecnologia usada para os 2 queijos é bem parecida, mas na França há bastante diferenças,
      principalmente em relação à fermentação.
      Espero tê-la ajudado,
      Abc,
      Renata

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s