Requeijão com raspa (do tacho!!)

Por Carla Reis

Sabe aquelas coisas simples e “gostosas” que só quem é mineiro conhece?

Pois é, uma destas gostosuras é o requeijão de corte com raspa. Raspa do tacho mesmo, aquelas casquinhas queimadas que ficam grudadas no fundo do tacho ou da panela depois que o requeijão fica pronto e que todo mundo adora comer.

req4

Ontem fui ao Mercado Central de Belo Horizonte (um paraíso …. ) , me deparei com o requeijão com raspa e não resisti. Comprei logo um pedaço ou uma “lascona” como dizem os bons mineiros.

O requeijão com raspa é um requeijão feito para o corte.

A textura firme permite que o queijo seja fatiado facilmente, o que o torna muito versátil principalmente para servir à mesa ou como ingrediente culinário.

A vantagem do requeijão de corte com relação ao cremoso é que quando aquecido, o requeijão de corte derrete sem se desmanchar, preservando a forma original (fatia ou cubos ) o que é ideal para preparo de pratos gratinados e sanduíches quentes.

Como é feito o requeijão de corte

A maioria dos produtores de requeijão de corte artesanais segue ainda a forma tradicional de fabricação à base de massa obtida da acidificação natural do leite.

A massa coalhada é lavada, adicionada de creme de leite, sais fundentes e aquecida em tachos abertos com vapor indireto e agitação constante.

A massa ácida vai cozinhando lentamente até adquirir o ponto ideal, quando é colocada em formas para esfriar e depois embalar. No caso deste requeijão especificamente, as raspas do tacho são colocadas junto com a massa e fazem este efeito de textura marmorizada.

Já os requeijões de corte fabricados industrialmente são obtidos de massas elaboradas por coagulação enzimática, normalmente a partir de leite desnatado e adicionado de creme de leite e/ou manteiga e de sais fundentes específicos para obter a textura flexível e com boa resistência ao corte.

São produzidos em equipamentos específicos que permitem fazer a fusão da massa com temperatura e agitação controlada em um tempo bem reduzido.

req3

Dicas de consumo

Adoro o requeijão com raspa puro com café ou no pão francês. Fica excelente também na cobertura de massas como lasanhas, pizzas ou mesmo nos sanduíches quentes. Fiz para foto uma bruschetta com tomate cereja, manjericão fresco e pão de forma integral multigrãos.

req2

Leve, rápido e saudável: é só colocar tudo sobre o pão e gratinar no forno quente por 5 minutos.

Req1

La Fromagerie Quatrehomme

Por Carla Reis Para os amantes do queijo Paris é um pedacinho do paraíso. Eu já havia escrito este post há um tempo, mas só agora resolvi postar e dividir com vocês uma visita que fiz na Fromagerie Quatrehomme, na cidade luz. Visitei Paris logo quando comecei a escrever o blog e sai procurando lugares bacanas para compartilhar: foi assim que descobri esta queijaria.

Fromagerie1A fromagerie Quatrehomme  é muito tradicional na França, atualmente é gerenciada pela Mm. Marie Quatrehomme , a 4ª em uma geração de especialistas na arte de maturar queijos – condecorada no ano 2000 com o título máximo da categoria de Melhor Conhecedora de queijos da França e a 1ª mulher a receber este título. Demais, né! FROMAGERIE A queijaria é muito aconchegante: você entra e encontra uma mesa com vários queijos harmonicamente expostos e um profissional para te apresentar e orientar sobre cada um deles.

mesaqueijos

Foto do site Fromagerie Quatrehomme

Foto do site Fromagerie Quatrehomme

Os queijos são comprados nas queijarias familiares de várias regiões da França e trazidos para as câmaras de maturação que ficam no subsolo da loja. Os queijos são maturados nas condições ideais para desenvolver o melhor de sabor e textura. Marie cuida de cada lote e determina o ponto ideal que o queijo será disponibilizado à venda. Existe um queijo com idade ideal para cada gosto: vai do sabor mais suave ao mais pungente, depende da preferência.

Foto site fromagerie quatrehomme

Foto site fromagerie quatrehomme

O mais interessante é que o atendimento é personalizado:  entre um bate e papo e outro eles tentam te conhecer melhor e depois indicar o queijo que melhor combina com seu paladar, com a ocasião de consumo, enfim o queijo ideal para o seu perfil. Nada como conhecer os desejos do consumidor e oferecer o produto certo. E de quebra indicam o vinho, os acompanhamentos e tudo mais que tem disponível na loja para incrementar sua mesa de queijos… e a gente compra, é claro !!! rsrs É uma experiência muito bacana que vai além da compra. Você sai com a sensação que aprendeu sobre o assunto e ainda fez amigos. Fica aí a dica: se tiver na bela Paris, invista um tempinho para conhecer esta fromagerie. Fica há alguns passos do “Le Bon Marché de Paris” na Rue de Sévres. Vale a pena conferir. endereço

Especial Dia das Mães

Por Carla Reis e Renata Curzi

O Dia das Mães é uma data que fazemos questão de celebrar. Afinal, quem cuida com amor dos filhos merece ser homenageada de todas as formas.

E nada melhor para festejar este dia especial  do que reunir a família em volta da mesa , com comidinhas especialmente preparadas  para declarar a todas as mães os  nossos melhores sentimentos.
Como sugestão para este dia , escolhemos preparar uma tábua de queijos com um novo queijo chamado Brie d´Amour: o formato de coração do queijo traduz o carinho e o cuidado . Já o queijo brie é a representação do equilíbrio entre a delicadeza e força que toda mãe traz consigo.
Brie d'amour geleia
Enriqueça a tábua servindo nuts carameladas, nozes e frutas vermelhas que realçam ainda mais o sabor do queijo.
Não se esqueça de um bom espumante, afinal é dia de festa!
PS: Este queijo é um lançamento da Polenghi , que brevemente estará disponível no mercado e que postamos de primeira mão para vocês.
Brie d'amour 2
Brie d'amour 1

Queijo & Chocolate

Por Carla Reis

Com a páscoa chegando e os ovos invadindo os supermercados, vem aquela vontade irresistível de aproveitar todos os momentos para apreciar um bom chocolate.

E por que não combiná-los com queijo e deixar estes momentos ainda mais inusitados e saborosos?

grana01

Queijo e chocolate sempre foram parceiros. Pode acreditar, estes dois são queridinhos da gastronomia e fazem maravilhas juntos.

Como toda boa parceria existem algumas dicas bacanas para aproveitar o máximo desta combinação: via de regra queijos leves se complementam com chocolates mais leves e queijos mais fortes harmonizam bem com chocolates mais puros e de sabores vibrantes.

  1. Queijos cremosos de cabra, ovelha, e até mesmo de leite de vaca com sabores mais ácidos e pungentes como o cream cheese, minas padrão, queijo canastra harmonizam bem com chocolates meio amargos ou chocolate ao leite.
  2. Queijos mais maturados como gouda, emental e parmesão geralmente tem nuances de nozes e ficam perfeitos acompanhados de chocolates trufados com nozes, avelãs, amêndoas e mel.
  3. Os queijos de mofo azul, como gorgonzola ou roquefort possuem aromas intensos que são potencializados quando combinados com os chocolates amargos com puro cacau;
  4. Queijos de mofo branco, como brie e camembert são complementados pelo sabor delicado e marcante dos chocolates meio amargos. Ah , não se esqueça dos morangos frescos.
  5. Os queijos e manteigas mais suaves e frescos combinam facilmente com trufas e chocolates caramelizados.

Quando se trata de harmonizar as sugestões são somente indicativas, o mais importante é experimentar, ousar e fazer a descoberta que mais agrada seu paladar. E ai não tem jeito, só praticando mesmo para saber !

Na foto eu ousei combinar um grana padano com chocolate belga meio amargo com laranja. Diferente das combinações mais clássicas e ficou muuuito bom !!!

grana02

Espero que aproveitem as dicas para diversificar ainda mais o menu de páscoa.

Me contem depois qual foi sua combinação preferida.

A todos uma Feliz Páscoa!

Visita a Murray´s Cheese em Nova York

Por Carla Reis

Viajar é um dos melhores prazeres da vida! Novos lugares, pessoas e culturas diferentes, aromas e sabores inusitados à descobrir.

2014-12-13 14.22.11

No mês passado fui de férias para os EUA com meu filho e podem acreditar: um de nossos programas prediletos foi visitar feiras, mercados locais e supermercados. Convenhamos: os supermercados americanos são verdadeiros shopping centers.

Mas o que mais me impressionou nesta viagem, foi o mercado que fica na “Grand Central Station” em Nova York. Este terminal foi construído em 1903 e é considerado um dos maiores terminais de trens do mundo. Além das inúmeras plataformas construídas no estilo beaux-arts e do belíssimo salão principal, o terminal abriga o Market Central, um verdadeiro paraíso gastronômico.

Foi lá que conheci a famosa Murray´s Cheese: uma loja especializada na venda de todo tipo de queijos. (E de utensílios, de artefados, de facas e tábuas, feitos para encantar cheese lovers como eu. E é claro, enlouqueci rs rs).

murrays4 (2)

Welcome Murray’s Cheese!

2014-12-12 16.31.07

A loja tem uma decoração super charmosa. Lá você encontra praticamente todos os tipos de queijos do mundo e o melhor: pode degustar a maioria deles antes de escolher qual comprar. Um diferencial que temos que copiar rapidinho aqui no Brasil!

2014-12-12 16.18.39

murrays3

Em todos os queijos encontramos informações sobre suas origens, um pouco da história e indicações sobre as melhores combinações . Dá mais segurança ao cliente na hora da compra.

 

Já comeu caramelos de leite de cabra?

Já comeu caramelos de leite de cabra?

Você recebe orientações dos atendentes sobre a história do queijo, os melhores acompanhamentos, como servir, com que vinho ou cerveja combinar. Além de tudo isto, encontra utensílios “fofos” como tábuas e pedras para servir e decorar a mesa.

2014-12-12 16.40.45

Tábuas , pedras e utensílios para decorar a mesa.

Para quem procura algo pronto para servir ou para presentear, tem várias opções de kits de queijos, que já vem montado inclusive com os acompanhamentos. Praticidade para receber com charme.

2014-12-12 16.40.54

Caixas de madeira para montar os kits com queijos e presentear. Lindas e charmosas.

Para os que querem arriscar na arte queijeira, tem kits para fazer o queijo em casa. Bacana e divertido.

murrays6

Kits com ingredientes e receitas para arriscar e fazer seu queijo em casa. Fácil , divertido e delicioso.

Comprei um queijo Brie francês, um pedaço de Grana Padano e um Cheddar de Vermont. Trouxe papéis especiais para embrulhar os queijos para evitar o ressecamento na geladeira (lindos) e um réchaud para fazer o brie au four com geléia. Depois vou contar aqui nos posts o que achei de cada um deles!

murrays7

Enfim, adorei a experiência de visitar a loja e não é propaganda não, tá.  Só não podia deixar de dividir esta experiência com vocês que visitam nosso blog.

Fica a dica: caso estejam em NY não deixem de visitar a Grand Central Station e passar na Murray´s cheese. Vale a pena conhecer!

 

“A Rota do Queijo”

Por Carla Reis & Renata Curzi

placa1

O começo da viagem..

Pensem em uma noite bacana , divertida ? Pois é, foi assim a degustação guiada ” A Rota dos Queijos” realizada na última sexta-feira pelo o oquedoqueijo.com  no espaço Casa Rio Verde , uma tradicional casa de vinhos de Belo Horizonte.

Nosso objetivo nestas degustações é divulgar a cultura queijeira e transformar os apreciadores em conhecedores da arte de fabricar e degustar queijos.

lugares1

Sala de degustação , pronta para nossa viagem ao mundo dos queijos.

A degustação foi regada a bons vinhos indicados pelo sommelier Renato Vinhal da Casa Rio Verde que harmonizaram perfeitamente com os queijos escolhidos.

vinhos

Vinhos: os amigos perfeitos dos queijos.

E assim entre queijos e vinhos, muitas histórias e boas risadas, que apresentamos aos nossos convidados cheeselovers um pouco da arte e do segredo do nosso ícone gastronômico.

degusta

Os discos cuidadosamente preparados para uma experiência gastronômica perfeita.

Harmonizações de Queijos & Vinhos da degustação Rota do Queijo:

Continuar lendo

Queijo roquefort alemão?!

Esse post é diferente de tudo que escrevemos até aqui. Uma mistura de indignação, esclarecimento e no final das contas uma reflexão… É também um alerta para vocês leitores.

Em um mundo ideal não precisaria escrever sobre isso, mas a realidade está aí, gritando no folheto e nas gôndolas do supermercado ‘gourmet’ do bairro: “o queijo roquefort alemão está em oferta”. Os leitores mais atentos já devem ter matado a charada. Roquefort alemão? Que história é essa?

Muito bem meus amigos, vocês estão certos. Não existe roquefort alemão, muito menos roquefort feito de leite de vaca. Mas o anúncio está lá. Tirei fotos do folheto de ofertas e da etiqueta do queijo.

20140801-180857-65337121.jpg

Sabe o que é pior? Continuar lendo