Queijos perfeitos para os dias de calor

Servir queijos é uma maneira prática e sofisticada de receber. Eles funcionam bem como entrada ou como petisco. É só escolher 2 ou 3 tipos de diferentes categorias, juntar frutas secas e frescas, castanha do pará, pistache, salame ou presunto cru e um tipo de pão. Pronto! Seus amigos já podem chegar.

Como tudo na vida há algumas regras que elevam o potencial de sabor dos queijos: eles devem ser servidos sempre à temperatura ambiente, devem ser retirados do refrigerador e de suas embalagens com pelo menos meia hora de antecedência. Para cada queijo usar uma faca, de preferência de corte liso. Nada muito complicado.

Mussarela de búfala, Mini Brie e Grana: uma tábua de queijos perfeita para os dias mais quentes.

Mussarela de búfala, Mini Brie e Grana: uma tábua de queijos perfeita para os dias mais quentes.

Apesar de muitos ainda associarem esse consumo ao inverno, existem queijos perfeitos para serem consumidos nas estacões mais quentes do ano. A digestibilidade e a leveza dos queijos está muito relacionada com o tipo de leite utilizado, o teor de gorduras, lactose e com a presença de algumas proteínas. 

Queijos de Cabra

Continuar lendo

Macarrão de abobrinha com Parmesão

Por Renata Curzi

Outro nome para esse post poderia ser “Como fazer um adolescente comer abobrinha”, ou então “Como comer um prato reconfortante e não engordar nem um grama”. Vocês notaram que o macarrão é de abobrinha e não com abobrinha, né?

Macarrão de abobrinha

Esse prato é bem interessante e é tão rápido e fácil de fazer quanto Miojo. O segredo é laminar a abobrinha com um descacador de legumes e depois ‘só dar um susto’ nas tirinhas formadas: salteá-las por um minuto em uma frigideira antiaderente com azeite, temperos e ervas.

O descascador de legumes usado para fazer o 'macarrão' de abobrinha

O descascador de legumes usado para fazer o ‘macarrão’ de abobrinha

Depois é só ralar um queijo bem saboroso e jogar por cima.

Fácil, rápida e deliciosa. O meu tipo de receita!

Queijo Parmesão de Aiuruoca Maturado Continuar lendo

Queijos com leite de cabra : é fácil gostar !

Por Carla Reis

goat1

Muitas pessoas me dizem que é difícil acostumar com o sabor dos queijos com leite de cabra.  É muito comum ouvir as frases  “nossa é forte” ou “ não quero, tem muito gosto de cabra”…

Realmente sabores mais diferenciados às vezes nos assustam. Eu, apesar de apreciar todo tipo de queijo confesso que os de leite de cabra com sabor muito forte me incomodam e ficam enjoativos ao meu paladar. Não me arrisco fácil a experimentar vários tipos de uma só vez !

Gosto do sabor e dos queijos maturados, mas para um consumo casual e despretensioso como uma happy hour ou para uso na culinária , prefiro os queijos desta categoria com sabor mais suave.

O famoso gosto “de cabra” …

O leite de cabra é naturalmente mais aromático que o leite de vaca graças a sua riqueza em ácidos graxos voláteis, responsáveis pela percepção deste aroma pungente no leite. Temos a sensação que é um leite mais “forte” . Esta característica é ainda mais realçada no queijo, que concentra todos estes compostos na massa revelando uma grande intensidade de sabores e aromas.

Ou seja, tem que gostar, ou melhor, tem que “aprender a gostar”, e neste caso partir diretamente para um queijo maturado de leite de cabra pode ser um choque e afastar os desavisados de uma vez por todas deste mundo de sabor.

Uma maneira bem bacana para um cheeselover  fazer sua “iniciação”  ao sabor marcante do leite de cabra é escolher queijos mais suaves para acostumar o paladar à característica de sabor deste queijo e só depois partir para se deliciar com queijos mais maturados como um Valençay ou um Saint-Marcellin.

Uma boa pedida e que agora encontramos mais facilmente no mercado nacional, é o gouda holandês de leite de cabra.

goat

Já procurava este queijo há um tempo: a cor branquinha e brilhante é muito atrativa. O queijo que comprei já estava cortado, mas a embalagem transparente me permitiu ver a característica da massa no corte , minimizando meu risco ( e meu investimento, afinal custa R$ 74,00 o quilo desta preciosidade e eu não queria errar …)

Observar para comprar..

Apertar para verificar a textura é um bom indicador do grau de maturação: para este queijo a textura deve esta resistente ao toque, mas não firme e dura como de um parmesão.

A cor da massa  também merece ser observada:  deve ser igual , homogênea da crosta até o centro do queijo , bem branquinha , sem machas ou aparência ressecada.

Normalmente a crosta deste queijo é bem fina, quase imperceptível  e vem com uma camada de parafina para proteger o queijo do ressecamento excessivo.  Ah, tire a casquinha de parafina da crosta antes de comer.

goat2

Valeu a pena minha compra, ainda mais que os holandeses são especialistas neste tipo de queijo. A textura estava como eu esperava: firme ao corte, mas muito cremosa, desmanchando na boca e revelando o sabor pronunciado do leite de cabra de forma delicada e harmônica. É um queijo que apesar de suave, tem  sabor bem equilibrado e que mostra a que veio, sem passar despercebido .

Fiquei encantada. É sem dúvidas um queijo para aqueles que querem  se arriscar no universo aromático dos queijos de leite de cabra , sem receios. Fica a dica!