O melhor Gorgonzola para acompanhar o Creme de Abóbora

Por Renata Curzi

Os melhores parceiros para os queijos azuis são alimentos adocicados: peras, maçãs, mel, aipo, vinho do porto… e por que não abóbora?! É uma harmonização por contraste em que o sabor picante e salgado do queijo é equilibrado pela doçura desse legume. O creme de abóbora com gorgonzola é  uma delícia, ótimo para aquecer as noites de inverno. A receita é muito fácil, o segredo é o tipo de gorgonzola que utilizaremos.

Creme-de-abobora-com-gorgonzola

O melhor resultado é quando escolhemos um queijo gorgonzola jovem, que demora mais para dissolver-se no caldo quente. Assim o creme aveludado ganha mais uma textura: a maciez lânguida e granulosa do queijo semi-derretido.

O queijo azul mais velho se liquefaz mais facilmente devido a vários fatores, entre eles a ação das enzimas do mofo sobre as proteínas. Quando entra em contato com o calor, o gorgonzola mais maturado logo desaparece, se incorpora à sopa. Tudo fica meio que a mesma coisa.

Pois é, nada é tão simples quando o assunto é queijo.

Como identificar um gorgonzola jovem

Nessa receita usei um exemplar com 40 dias de maturação. O gorgonzola é considerado jovem com até 50-60 dias. Se o queijo vem embalado de fábrica é simples identificar sua idade, basta contar os dias desde a data de fabricação impressa e adicionar mais 25, como já explicamos aqui.

Porém, muitas vezes, compramos o queijo cortado e embalado pelo próprio supermercado. Nesse caso a data que aparece na etiqueta é a data do corte e não a da fabricação. Mas há outras maneiras de avaliar a idade de um gorgonzola:

.Cor: quanto mais jovem, mais clara é a massa do queijo. No gorgonzola mais velho a cor tende para o palha.

. Mofo: no início da maturação a cor do mofo é mais esverdeada, mais forte e se destaca bem na massa esbranquiçada.

.Consistência: o queijo mais novo é mais firme e vai adquirindo cremosidade com o decorrer da maturação.

.Sabor: o queijo jovem tem sabor mais suave, algumas pessoas o preferem assim. Mas se for muito novo o sabor pode estar ainda desbalanceado, tendendo para o amargo ou às vezes “mofado”.

 Receita

Creme de abóbora com gorgonzola

Tempo de preparo 40 minutos

4 porções

Ingredientes

.500g de abóbora japonesa em cubos

.500ml de caldo de legumes

.1 cebola média cortada em cubos(150g)

.1 colher de sopa de manteiga

.3 colheres de sopa de creme de leite fresco

.1 colher de chá de sal

.pimenta do reino moída na hora

.150g de queijo gorgonzola jovem em cubos

Modo de fazer

Em uma panela média, aqueça a manteiga e refogue a cebola. Acrescente a água, a pimenta do reino e o sal e deixe cozinhar por mais ou menos 20 minutos até a abóbora ficar macia.

Bata no liquidificador até formar um creme. Volte o creme para a panela e adicione o creme de leite. Aqueça novamente se achar necessário, sem deixar ferver.

Sirva e adicione cubos de gorgonzola sobre o creme.

 

 

 

 

Tiramisu ao limoncello: uma sobremesa fácil, rápida e sofisticada

Por Renata Curzi

Tiramusu-cítricoUma sobremesa deliciosa que qualquer um consegue fazer para surpreender as mamães no dia delas. A receita é super prática e nem um pouco enjoativa. Como é pouco doce, a gente come e logo quer repetir. O frescor do limão equilibra bem o creme e a sobremesa
fica levinha, levinha.

A inspiração para a receita veio desse site aqui. Mas essa versão é feita com ovos crus, coisa que eu não uso aqui em casa. O jeito foi adaptar. Essa receita ficou um verdadeiro Frankeinstein. Mas deu muuuito certo! Podem confiar.

tiramusu-citrico-2

Queijo Mascarpone: a alma do tiramisu

O mascarpone tem origem italiana e é feito com o creme do leite, e não com leite, como a maioria dos outro queijos. No método tradicional, o creme é deixado fermentando até coalhar. Essa coalhada é então dessorada com um pano.

Não é em qualquer supermercado que se encontra o mascarpone. Em cidades menores também é difícil achá-lo. Uma substituição possível é o cream cheese, que tem um teor menor de gordura e um processo de fermentação e coagulação diferente, mas o resultado é aceitável.

tiramusu-citrico-3O uso mais conhecido do mascarpone é mesmo no tiramusu, mas ele pode ser usado também em massas, risotos, carnes e em várias sobremesas.

Receita

Tempo de preparo: 30 minutos,

Rende 8 porções (8 taças de sobremesa)

Ingredientes

.1½ pacote de biscoito champanhe partidos ao meio

Calda

½ xícara de licor limoncello

½ xícara de água

½ xícara de suco de limão (aproximadamente 2)

3 colheres de sopa de açúcar

Creme de Mascarpone

400g de mascarpone (caso não encontre em sua cidade, pode substituir por cream cheese)

300ml de creme de leite fresco gelado

6 colheres de sopa de açúcar

Modo de preparo

Calda

Misture todos os ingredientes em uma panela e ferva por 5 minutos.

Transfira para um prato fundo e deixe esfriar.

Creme de Mascarpone

Bata todos os ingredientes na batedeira até obter uma consistência firme.

Ponto do creme de mascarpone

Ponto do creme de mascarpone

Montagem

Coloque um pouco do creme no fundo de cada taça individual.

Aos poucos, molhe os pedaços de biscoito na calda fria e vá colocando sobre o creme.

Faça outra camada de creme, outra de biscoitos e finalize com creme.

Decore com raspas de limão.

Atenção: O biscoito não pode ficar muito tempo na calda pois tende a desmanchar. Molhe poucos pedaços de biscoito de cada vez. Não tem erro.

 

 

 

 

Como escolher um bom queijo cottage e uma receita de Salada Caesar bem leve

Por Renata Curzi

Aqui em casa, não pode faltar cottage. O Arlindo, meu marido, ama e é um expert nesse produto. Alguém se lembra da “LaCreme” (empresa que produzia queijos e vendia muito no Rio e SP)?  Pois é. Segundo a lenda, ela produzia um cottage inigualável e o Arlindo trabalhou lá por um bom tempo.

IMG_1463.jpg

Salada Caesar com queijo cottage

Se tem uma pessoa que sabe escolher e botar defeito nesse queijo é ele. Fica até difícil para mim comprar. Mas o lado positivo é que aprendi muito sobre cottage com ele. As divagações do café da manhã costumam ser sobre isso: “ – A fermentação desse queijo não foi boa… – Nesse aqui, o pessoal bobeou, aqueceram demais… – Que maçaroca é essa?”.

Conversa de queijeiros… mas o consumidor não precisa entrar nesse mérito, só precisa saber como comer. É só observar alguns pontos para escolher um cottage perfeito:

1.Um bom cottage é formado por “pipoquinhas” imersas em um molho a base de creme (baixo teor de gordura). Não uma massa compacta.

2. O molho não pode estar em excesso e ao mesmo tempo o produto não pode ser ressecado.

3. Excesso de acidez é um defeito. Um bom cottage tem sabor suave.

4. O queijo que estiver com o selo de alumínio abaulado não deve ser consumido. Isso é indicador de produção de gás, provavelmente por contaminação.

Agora que sabemos escolher, que tal uma receita fácil, rápida e muito leve usando esse ingrediente?

IMG_1453.jpgO cottage dá um toque de frescor à tradicional Caesar Salad. Você pode consumi-la como prato único, se estiver naqueles dias pós orgias gastronômicas (ela sacia bem a fome), ou acompanhado de uma carne ou um peixe grelhado.

Esqueci de dizer que a versão dessa salada é de.li.ci.o.sa. Meu termômetro para comidas gostosas, um adolescente de 13 anos, come quase uma receita inteira. Então é bom mesmo, né?

Receita

Salada Caesar com cottage

Serve 3 pessoas

 Ingredientes:

. 1 alface americana grande ou 2 pequenas

Para o molho:

. 4 CS de cottage

. 2 CS de parmesão ralado na hora

. 2 CS de maionese light

. 2 CS de azeite

. 1 CS de mostarda da sua preferência

. 1 filé de anchova picadinho

Para os croutons:

. 2 fatias de pão de forma cortado em pequenos quadradinhos

. ½ CS de manteiga

. ½ CS de azeite

. Pimenta do reino moída na hora

IMG_1459

Croutons na frigideira. Atenção ao preparo: use sempre fogo baixo!

 Modo de fazer:

Lave e rasgue grosseiramente a alface.

Molho:

Em uma tigela misture a maionese e o azeite, até dar certa emulsificada no azeite. Misture os outros ingredientes os poucos.

Croutons:

Coloque uma frigideira anti-aderente no fogo baixo e misture a manteiga e o azeite. Adicione o pão e a pimenta. Mexa com uma espátula até ficar crocante.

Atenção: é muito importante usar o fogo baixo nessa receita, pois o pão pode queimar e não ficar crocante por inteiro.

 

 

 

Mac n´Cheese – O prato dos “Presidentes”

Por Carla Reis

Sabe aqueles dias em que você precisa de um carinho, um prêmio de consolação, celebrar um acontecimento especial ou até mesmo afogar as mágoas?

O que vem primeiro a sua mente? Na minha, vem macarrão com queijo.

Não há nada mais “confortável” que um belo prato de macarrão com molho de queijo apreciado sem culpa.

Parece que macarrão com queijo tem poderes mágicos… E o que é melhor, não precisa ser nenhum “chef” para fazer este prato.

mac5

Em uma recente viagem nos Estados Unidos, descobri uma curiosidade sobre o famoso Mac n´cheese: conhecida como “comfort  food” era o prato preferido dos presidentes Thomas Jefferson e Ronald Reagan.

Nós que amamos macarrão com queijo estamos em boa companhia …

A paixão de Thomas Jefferson pelo prato era o era tão evidente, que o levou a reinventar a máquina de fazer macarrão usada na época. Suas receitas preferidas constam em alguns documentos da Biblioteca do Congresso Americano.

Thomas Jefferson  preferia a massa com queijo cheddar inglês ou queijo de cabra trufado . Já Ronald Reagan tinha sua receita especial de macarrão com queijo e bacon.

Bem, curiosidades à parte,  a minha receita preferida de Mac n´cheese é bem simples e rápida:

Ingredientes:

  • Macarrão do tipo caracol (para fazer 4 potinhos, uso meio pacote)
  • 200g de molho de queijo cheddar  ( cheddar cremoso)
  • Queijo parmesão ralado ( ou outro queijo de seu gosto)
  • Pimenta do reino, sal e noz moscada a gosto.

Se quiser um pouco mais de requinte para a receita, substitua o queijo cheddar por queijo gorgonzola ou gruyére.

Modo de preparo:

  • Cozinhe o macarrão até que fique “al dente”
  • Enquanto o macarrão cozinha,  coloque o queijo cheddar na panela,      tempere com pimenta do reino, noz moscada e sal a gosto e mexa até começar      a ferver.
  • Escorra o macarrão e misture no molho
  • Polvilhe o queijo e leve ao forno para gratinar
  • Sirva quente

Agora é só se deliciar sem contar as calorias. Permita-se um “dia de merecimento” com uma comidinha aconchegante!

Cinco petiscos glam feitos com queijo Brie

Por Renata Curzi

Cestinha de Parma com Brie e pimentão grelhado

Cestinha de parma com brie e pimentão grelhadoNão se intimide! Essa receita é fácil demais de se fazer. E o resultado é muito legal.

Tempo de preparo: 20 minutos

Ingredientes

Brie, presunto parma, e pimentões grelhados *

* Os pimentões grelhados você pode comprar prontos, em conserva, ou fazer em casa: é só assá-los na grelha ou churrasqueira e depois  colocar em um vidro e jogar azeite por cima. Dura vários dias na geladeira.

Modo de fazer

Forre uma forminha tipo de empada com o presunto e leve ao forno a 180˚C por 12 minutos. Desenformar e encher as forminhas com queijo brie e pedacinhos de pimentão. Voltar ao forno por 3 minutos. Guarnecer com folhinas de manjericão.

Brie de festa

brie d efesta

Essa receita eu copiei desse blog aqui. Quando vi, fiquei com água na boca e imaginei que essa mistura não poderia dar errado. Dessa vez eu acertei, esse “trem” é bom demais!!

Tempo de preparo: 5 minutos

Ingredientes:

Brie, castanhas ou nozes (usei castanha do pará e de caju, mas fique à vontade para usar as suas preferidas), damascos fatiados, cerejas e calda de caramelo e de chocolate compradas prontas.

Modo de preparo:

Cobrir o queijo com as castanhas e frutas. Jogar as caldas por cima de tudo.

Brie com Pesto

brie e pesto

O pesto dá um toque de refrescante ao queijo brie. O efeito da mistura é surpreendente!

Tempo de preparo: 3 minutos, se usar o pesto comprado pronto

15 minutos, se fizer seu pesto em casa

Ingredientes para o pesto:

3 xícaras de folhas de manjericão (mais ou menos 2 molhos), 4 colheres de sopa de azeite, 50 gramas de queijo parmesão de boa qualidade, 4 unidades de castanha do pará, sal

Modo de preparo:

Bater todos os ingredientes no processador até a consistência desejada. Guarde em um vidro e cubra o pesto com azeite antes de tampar. Dura vários dias na geladeira.

Panini de queijo Brie com pera e presuntopanini de brie presunto e pera

Permita-se! Adicione queijo Brie ao seu sanduíche de todo dia e seja feliz! Eu gosto com bastaaante queijo. Tenho lindos sonhos quando corto meu panini e ele se derrete sorridente para mim, rsrs.

Tempo de preparo: 10 minutos

Ingredientes:

2 fatias de pão 12 grãos, 60g de brie, 3 fatias finas de pera, manteiga

Modo de fazer:

Passe manteiga nas fatias de pão e as recheie com o queijo, a pera e o presunto. Coloque para aquecer em uma frigideira anti aderente no fogo baixo. Vire quando dourar, repita o processo do outro lado.

Brie assado com cebolas caramelizadas e bacon

Brie assado com cebolas caramelizadas e bacon

Eu amo cebolas caramelizadas,  e elas casam muito bem com Brie. O Brie assado (backed Brie, Brie Chaud) é um clássico. É servido com torradas ou pães. A cobertura geralmente é feita com geleias e castanhas ou nozes. Fiz com cebolas caramelizadas, que, para mim, fazem um par perfeito com esse queijo. Para dar um pouco de textura ao prato salpiquei bacon torradinho por cima. Hummmmm…

Assei o mini brie no microondas (graças a Deus não sou chef, posso tudo!), só um minuto e voilá… Não carece colocar em potinho especial nem nada! Esse aperitivo é bem prático se você já tem as cebolas prontas. O preparo dessas cebolas é um pouco lento, mas vale a pena. Caso você se anime a fazê-las, sugiro que prepare uma boa quantidade para estocar. Elas são um curinga e dão um up em qualquer sanduíche, ficam ótimas com carnes também.

Tempo de preparo: 5 minutos, se já tiver as cebolas prontas

45 minutos, se for preparar as cebolas

Ingredientes do Brie assado:

1 mini brie, cebolas caramelizadas e 2 fatias de bacon

Ingredientes das cebolas caramelizadas:

3 cebolas grandes picadas em rodelas, 2 colheres de sopa de manteiga e 1 colher de sopa de óleo de milho

Modo de preparo das cebolas:

Para acelerar um pouco o preparo, coloque as cebolas em uma assadeira de vidro por 6 minutos no microondas. Transfira para uma panela com o óleo e a manteiga e cozinhe por 10 minutos em fogo baixo. Aumente o fogo para médio e cozinhe até que as cebolas fiquem carameladas, mais ou menos 15 minutos.

Modo de preparo do Brie assado:

Forre um prato com papel toalha e disponha as fatias de bacon. Leve ao microondas por 1 minuto e meio. Vai virar um “torresminho” que você quebra com as mãos mesmo.

Retire a tampa do queijo e coloque a cebolas. Leve no prato que irá servir ao microondas por 1 minuto. Salpique com o bacon.

Tomate recheado com Ratatouille de queijo Reino ao vinagre balsâmico

Por Carla Reis

Ratatouille4

Verão chegando e nada como uma receitinha leve e rápida para curtir as longas tardes de sol.

Este final de semana bateu a inspiração e resolvi testar uma receita que vinha adiando: tomate recheado com ratatouille de queijo.

O ratatouille é um prato francês originário da região de Provence no século XVII.

Ficou ainda mais conhecido depois do filme com aquele ratinho simpático chef de cuisine! É a base de vegetais frescos e pode ser servido quente ou frio como entrada ou aperitivo.

Simples e saboroso: duas qualidades que prezo quando se trata de cozinhar. Não gosto de fazer nada demorado…

Mas vamos à receita:

Fiz uma adaptação usando queijo tipo Reino ao invés do queijo Comté da receita original:

  • 2 abobrinhas frescas;
  • 4 tomates inteiros ( maduros , mas firmes);
  • 200g de queijo Reino maturado;
  • Azeitonas pretas sem caroço;
  • Azeite de oliva extra virgem;
  • Vinagre balsâmico;
  • Ervas frescas: alecrim e manjericão;
  • Sal e pimenta do reino moída.

Abra os tomates e retire as sementes com auxílio de uma colher.

Corte o queijo reino em cubos ( retire a casca púrpura).

Em um recipiente à parte, corte a abobrinha em cubos e pique as ervas em pedacinhos bem pequenos.

Em uma panela antiaderente refogue a abobrinha no azeite junto com as ervas , pimenta e sal. Quando a abobrinha estiver “al dente” misture as azeitonas. Coloque 4 colheres de vinagre balsâmico e deixe por 2 ou 3 minutos na chama baixa.

Retire a panela do fogo e adicione o queijo reino misturando lentamente. Quando o queijo começar a derreter, o ratatouille estará pronto para rechear os tomates.

Decore os tomates recheados com alegrim e azeitonas pretas. Sirva com pão francês e cerveja bem gelada!

Ratatouille

Aí é só relaxar e aguardar os elogios. Afinal, como dizia o ratinho do filme:“todos podem cozinhar”!

Ratatouille2“ Boa culinária não é para os fracos de coração.
É para as mentes criativas! Corações fortes!
As coisas podem até dar errado, mas não devemos deixar que ninguém defina nossos limites a partir de sua origem.
O único limite é a alma.”
(Ratatouille)

Obatzda: o dip de queijo Brie da Oktoberfest

Por Renata Curzi

Obatzda dip de queijo brie

Já que outubro é o mês da Oktoberfest no Brasil, nosso blog vai fazer um especial abordando alguns pratos a base de queijo dessa tradicional festa alemã. Hoje trazemos um dip, na semana que vem, nossa correspondente internacional (somos chics tá?) vai contar mais sobre a festa e teremos mais uma receita.

Vamos começar com o Obatzda, um tipo de patê que é consumido com pretzels ou outro tipo de pão, vegetais (pepino, rabanete) e muuuita cerveja. Pode parecer contraditório mas um dos pratos mais tradicionais da Oktoberfest alemã é feito com Brie ou Camembert, queijos genuinamente franceses, que substituem o tradicional limburgo.

O preparo do prato é muito simples. O único segredo é não amassar muito o queijo para formar uns pedacinhos que serão envoltos em cream cheese temperado com páprica, cebola, pimenta. A receita original você encontra aqui.

Pretzel e obatzda

A receita é tão rápida e prática que eu até fiquei animada e fiz uns pretzels para acompanhar. E não é que deu certo! Podem conferir na foto. O sabor ficou igualzinho, incrível! Também com esse passo a passo aqui qualquer um vai ter sucesso fazendo esse pãozinho.

Essa receita é uma boa desculpa para chamar os amigos e fazer uma festa da cerveja em casa. Mas ninguém precisa ficar restrito a essa opção tradicional de consumo. Eu também usei o obatzda no sanduíche de baguete e acho que deve ficar uma delícia incrementando a saladinha de todo dia.

Receita Continuar lendo